Ciência

Adolescência, neurônios à flor da pele

Pesquisadores descobriram um misterioso grupo de neurônios na amígdala, um importante centro de processamento emocional no cérebro. Grande parte dessas células amadurece rapidamente durante a adolescência, enquanto a inteligência emocional está de desenvolvendo. “É fascinante que estas sejam algumas das últimas células a amadurecerem no cérebro humano, e a maioria o faça durante a puberdade, precisamente quando grandes desenvolvimentos na inteligência …

Adolescência, neurônios à flor da pele Leia mais »

Não desperdice seu dinheiro com suplementos para o cérebro

Acredite na ciência e nos especialistas: não há evidências consistentes de que o uso de suplementos melhore a memória ou a habilidade cognitiva na velhice. Um relatório do Global Council on Brain Health, uma entidade internacional que se dedica ao estudo do cérebro, reuniu avaliações de experts e divulgou os resultados no mês passado. “As …

Não desperdice seu dinheiro com suplementos para o cérebro Leia mais »

‘A ponte do amor’: por que nosso cérebro confunde medo, atração e paixão?

Todo mundo que já se apaixonou alguma vez na vida é capaz de identificar alguma dessas sensações: os batimentos cardíacos aceleram, a respiração fica ofegante e as palmas das mãos podem ficar mais úmidas quando alguém arrebata nosso coração. Se a presença de alguém lhe provoca tudo isso, pode ser que sinta uma enorme atração …

‘A ponte do amor’: por que nosso cérebro confunde medo, atração e paixão? Leia mais »

Zumbis do intestino chegam ao cérebro, o que pode explicar o Parkinson

Por Suzana Herculano-Houzel Não, não há um “segundo cérebro” no intestino. Cérebros são aglomerações de tantos neurônios que eles começam a dividir tarefas e formam estruturas distintas com funções coordenadas, mas diferentes. O que temos no intestino é um número bastante impressionante de neurônios —entre 200 e 600 milhões, tantos quanto o córtex cerebral de …

Zumbis do intestino chegam ao cérebro, o que pode explicar o Parkinson Leia mais »

Pesquisa revela que palavras cruzadas e Sudoku deixam o cérebro mais jovem

Recentemente, a Universidade de Exeter, na Inglaterra, divulgou um estudo que mostra que o hábito de realizar passatempos que envolvem palavras cruzadas ou números (como o clássico Sudoku) ajudam a deixar o cérebro em bom funcionamento mesmo em pessoas com idades avançadas. A pesquisa contou com a participação de mais de 19 mil voluntários e …

Pesquisa revela que palavras cruzadas e Sudoku deixam o cérebro mais jovem Leia mais »